SJ TheDaily - шаблон joomla Форекс

Há anos, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Icapuí –SINDSERPUMI, vem alertando os governos para a falta de planejamento das gestões, a fim de obter melhor utilização dos servidores efetivos e rever algumas irregularidades e excessos que permeiam a folha. Todos os aspectos levantados são passiveis de ajuste e correção, sem necessariamente comprometer os serviços, podendo, inclusive, otimizar melhor a mão de obra efetiva, se melhor distribuída.

Uma das consequências dessa postergação em tratar esta questão levou o município a gastos com folha acima do limite permitido na Lei de responsabilidade Fiscal (LRF, que é de 54% com pessoal.

O governo tem se pronunciado acerca do problema de forma equivocada, relegando às conquistas dos servidores, algumas até muito recentes (por exemplo, PCCR da atividade meio e saúde -2013), como sendo o grande gerador dos altos índices de gastos com pessoal. Preocupado com a questão, o SINDSERPUMI está há vários dias debruçado sobre os dados da folha, no sentido de verificar as situações elencadas acima e apontar saídas que equilibre os gastos com a folha, sem comprometer os serviços prestados à população.

Avaliando friamente os números de receitas e despesas, o contingente de servidores disponíveis, a gestão e sua respectiva distribuição, é notório que o governo precisa planejar melhor a distribuição do seu quadro de pessoal. A reforma administrativa proposta pelo governo está longe de ser aquela que agrega eficiência e compatibilidade à capacidade financeira do município, já que elevou excessivamente os gastos e não deu, até agora, o retorno necessário.

Na atual conjuntura política administrativa é inconcebível atribuir à valorização dos servidores por meio dos PCCR’s, os números elevados agora atingidos nos gastos com folha. É preciso um melhor e maior detalhamento das assessorias a respeito desses números, levando em consideração a realidade “in loco”. Na realidade, há mais de duas centenas de casos e situações que comprometem, incisivamente, os gastos com pessoal, de investimentos e manutenção da máquina pública.

Fora disso, qualquer discurso é mera contemporização, no sentido de contornar a situação, de dar solução parcial, e querer atribuir àqueles que constroem cotidianamente o município, através dos serviços prestados à coisa pública, a desconstrução do mesmo.

Da reunião de com o governo.

Dando continuidade as negociações da Campanha salarial 2018, diretores do SINDSERPUMI, juntamente com representantes da comissão escolhida em assembleia, estiveram reunidos na tarde de ontem, 27/02, com o governo municipal, para deliberarem sobre a pauta dos servidores. O governo novamente argumentou o percentual de gastos elevado com pessoal em relação à Lei de Responsabilidade Fiscal, como empecilho na concessão da pauta.

Os dirigentes fizeram uma série de ponderações no planejamento do quadro de pessoal, de irregularidades e excessos, que na visão da entidade são preponderantes para os desajustes dos índices de gastos com folha.

Os representantes da entidade estarão na Câmara municipal nesta quinta-feira (01/03), para detalhar essas ponderações e ampliar o debate com o poder legislativo e a sociedade, no intuito de sensibilizar a todos da necessidade de melhor utilização dos servidores efetivos e da adequação da gestão, em termos de pessoal, à legislação vigente.

Haverá assembleia na próxima quinta 08/03.

Todos a luta!!! Negociar, avançar e CONQUISTAR.

Nossos Parceiros

SIND SERPUMI

Nosso Endereço

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Icapuí - Rua Engenheiro Francisco de Assis, Centro.  62810-000—Icapuí—CE - Tel/Fax.: (88) 3432-1037 - Icapuí/Ce.

E-mail: sindicapui@yahoo.com.br.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree