SJ TheDaily - шаблон joomla Форекс

Notícias Novas

Eleito para a Secretaria de Formação e Cultura da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), no 4º Congresso Nacional da central, Ronaldo Leite falou ao Portal CTB sobre os seus planos para colaborar com uma formação mais ampla dos dirigentes sindicais da CTB.

“A formação é essencial para os dirigentes sindicais terem mais qualidade em sua atuação”, diz Leite. Ele, que foi presidente da CTB-RJ no quadriênio 2013-2017, garante que irá trabalhar para fortalecer os quadros ideológicos da central, aproximando da juventude para “trazer os jovens para o movimento sindical”.

As históricas lutas do magistério por valorização profissional sempre visaram à estruturação da carreira, visto que promover a qualidade de ensino, entre outros fatores, perpassa obrigatoriamente por essa estruturação. Um profissional bem remunerado, com condições de trabalho adequadas, formação continuada e com ascensão na carreira terá melhores perspectivas de desenvolver o seu trabalho no espaço escolar. Essas são reivindicações que têm permeado as lutas do magistério em Icapuí e, sobretudo a partir da lei 525/10 de 18 de março de 2010, o piso e a carreira tem sido uma luta constante dos docentes através da organização e mobilização do sindicato dos servidores.

Dentro deste contexto é possível perceber o quanto avançamos em relação a valorização dos docentes no município de Icapuí em relação aos demais municípios do estado Ceará e porque não frisar do País. Esses avanços, traduzidos em conquista como 1) uma carreira robusta constituída em lei, 2) reajuste do piso em consonância com o reajuste nacional, 3) progressão vertical e progressão horizontal passaram, pouco a pouco, a se efetivar nas carreiras dos profissionais que atuam no sistema de ensino municipal e a compor de forma sólida a carreira.

Para exemplificar melhor, podemos citar o ano de 2017, ocasião em que todos os professores tiveram reajuste de 7,64% garantindo o piso nacional, 15 obtiveram progressão vertical e mais 16 galgaram progressão horizontal. Essas conquistas do magistério ainda não podem, é claro, ser consideradas suficientes, já que ainda nos falta itens como condições de trabalho adequadas, para complementar melhor a condição do pessoal docente e como forma de responder às necessidades da educação municipal, definidas de acordo com as suas finalidades e objetivos. A plena realização destas finalidades e objetivos exige que os professores desfrutem de uma condição justa e que a profissão docente goze do respeito público que merece.

Logicamente, o SINDSERPUMI enquanto entidade representativa dos servidores, ainda não se dá por satisfeito, visto o entendimento da necessidade de que na educação é preciso unificar um tripé, a saber, valorização profissional – condições de trabalho – participação efetiva da família.

Esta entidade tem se mobilizado também com outras entidades ligadas a educação, no debate, organização e cobrança ao ente federal na perspectiva de inflarmos os recursos do FUNDEB, como forma de garantir nossas conquistas e, ao mesmo tempo, avançar na perspectiva de melhores índices para o desenvolvimento social da nossa cidade.

Pelo 23° ano, movimentos populares, especialmente ligados às pastorais sociais, foram às ruas no tradicional Grito dos Excluídos. Em todo o Ceará, a marcha, que ocorre no dia em que se comemora a Independência do Brasil, levou pra sociedade a reflexão de que independência é essa, se direitos são negados para a maior parte do povo brasileiro e se o sistema que prevalece é o da opressão?

Neste ano, o lema do Grito foi “por direitos e democracia, a luta é todo dia” e manifesta oposição às reformas trabalhista e previdenciária, além defender a Democracia.

O evento, na verdade, é o ápice de um processo de construção feito ao longo do ano, com debates e reuniões em bairros, associações e ocupações. Por assim dizer, é um movimento que abre a possibilidade da população pobre e periférica de se levantar para denunciar as mazelas do capitalismo.

A atividade deste ano teve caráter especial. Com a crise moral, institucional, econômica, social e política que vive o país, o ato destaca que, agora, de fato, é o momento de levar as panelas para as ruas e demonstrar que as mesmas estão vazias com desemprego, miséria, com fome e com cortes.

Aracati

A mensagem de que é preciso resgatar a dignidade do povo brasileiro também foi forte na atividade realizada em Aracati, que levou centenas às ruas e teve a participação do Sindicato dos Servidores de Icapuí.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fortaleza

Propositalmente localizada na periferia, a marcha saiu de trecho do Vila do Mar e seguiu pela Av. Leste Oeste, desde o bairro Colônia até a Barra do Ceará.

 

 

 

 

 

 

 

 

Crateús

Numa mensagem mais que contundente, trabalhadores, trabalhadoras, aposentados e estudantes tomaram as ruas de Crateús unindo as vozes num único coro contra a retirada e negações de direitos à classe trabalhadora. Forte, o ato interrompeu o desfile militar tradicional do 7 de setembro, mostrando que a independência tem que chegar inclusive contra o modelo opressor desta data ser lembrada oficialmente.

O Sindicato APEOC garantiu na Justiça que uma professora da rede estadual de ensino gozasse o direito de férias após a licença-maternidade. A ação foi movida pelo Sindicato, representante legal da sócia no processo. O problema ocorreu porque as férias dela coincidiram com o período de licença-maternidade. A docente recorreu da medida e teve ganho de causa, numa decisão proferida pelo juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Hortêncio Augusto Pires Nogueira, do último dia 22 de agosto.

O Sindicato APEOC defende que tanto a licença-maternidade quanto as férias são direitos inalienáveis das servidoras públicas e, por isso, não podem ser prejudicados quando estas coincidem no mesmo período. Sendo assim, nessa e em outras ações semelhantes a Justiça sempre é favorável ao pleito das docentes, por meio do Sindicato, quando elas têm esse direito negado pelo Governo do Estado.

O Setor Jurídico do Sindicato APEOC está disponível para todos as sócias que se sentirem prejudicadas com a decisão do Governo do Estado sobre concessão de férias durante licença-maternidade.

 

Fonte: Site da APEOC

Nossos Parceiros

SIND SERPUMI

Nosso Endereço

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Icapuí - Rua Engenheiro Francisco de Assis, Centro.  62810-000—Icapuí—CE - Tel/Fax.: (88) 3432-1037 - Icapuí/Ce.

E-mail: sindicapui@yahoo.com.br.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree